Conceitos digitais inovadores para desenvolver seu negócio na internet!

Blog

Carrinho de compras em e-commerce: 5 princípios para melhorar a conversão

.:: Carrinho de compras em e-commerce: 5 princípios para melhorar a conversão ::.
28/01/2019

Abandono de carrinho de compras é um dos pontos críticos para o setor de e-commerce. As taxas são altas no Brasil e, por isso, ter uma boa estratégia para reduzir esses índices pode ser um importante diferencial competitivo para o seu negócio.

Para se ter uma ideia, a estimativa é que a taxa mundial gire em torno de 50% e, no caso do mercado brasileiro, a média está na casa dos 80%.

Diante disso, não tenha dúvidas: facilitar a finalização da compra é mandatório num ambiente no qual a experiência do consumidor tem um impacto cada vez maior na conversão de vendas.

E atenção, porque bons resultados nessa área têm tudo a ver com a eficiência da plataforma de e-commerce adotada pela sua operação. Quanto mais simples for o checkout, maiores as chances de a loja concluir a venda.

Confira neste artigo 5 boas práticas que podem ser implementadas para maximizar os resultados do seu e-commerce, independentemente da área de atuação!

1 – Adote soluções inteligentes

O varejo online tem sido beneficiado com o avanço da tecnologia. Nos últimos anos vimos surgir diversas soluções que agilizaram o processo de venda no comércio eletrônico, principalmente por favorecer a experiência do usuário.

É o caso do chamado checkout inteligente, que pode ser solucionado da seguinte forma:

– Carrinho não obstrutivo. Durante todo o processo de compra o cliente tem acesso ao resumo do seu pedido.

– Identificação rápida. O usuário tem facilidade para inserir seus dados pessoais, uma vez que a plataforma concentra tudo na mesma tela.

– Guest checkout. É possível fazer a compra em apenas 3 passos, mesmo sem cadastro.

– Auxílio visual. Na hora do pagamento via cartão de crédito, o cliente tem a disposição imagens para orientar o correto preenchimento dos dados.

– Identificação automática de recompra. O usuário tem como retomar a compra, sem maiores complicações. E, no final, é convidado a criar um login para fazer o acompanhamento do pedido.

Para se ter ideia da importância dessas soluções, confira os resultados apurados após uma transformação como essa:

Com a implementação dessas iniciativas, a experiência do checkout ficou 70% mais rápida, houve 20% de redução no abandono de carrinhos de compras e aumento de 30% na conversão do e-commerce.

2 – Acompanhe os relatórios de carrinhos de compras

Fornecer as melhores soluções em termos de tecnologia é importante e vai maximizar o desempenho da loja. Mas é importante monitorar de perto o comportamento do usuário.

Nesse caso, a atenção deve ser redobrada com os relatórios de carrinhos abandonados. Eles ajudam a mapear as principais razões que levaram o cliente a desistir da compra.

Dependendo do momento em que o processo foi interrompido, é possível identificar se foi por falta de informação, valor do frete ou mesmo algum problema técnico apresentado pela loja.

Certifique-se de adotar medidas corretivas para as questões recorrentes. Iniciativas simples, como mais clareza nas informações sobre frete e prazo de entrega, funcionam bem nesses casos.

Outro cuidado importante para evitar problemas na finalização da compra: gestão do estoque. Para isso, é fundamental que a plataforma tenha workflows personalizados, que facilitam a organização dos pedidos dos clientes, da categorização dos produtos na loja até o registro da entrega.

3 – Invista em estratégias de remarketing

A adoção dos recursos tecnológicos adequados tem impacto direto na redução das taxas de abandono de carrinhos. Contudo, para o e-commerce ter um desempenho acima da média, é importante que ele seja proativo.

Nesse sentido, um dos destaques são as ações de remarketing específicas para tentar convencer o cliente que não finalizou a compra.

O envio de e-mail marketing funciona bem nesses casos. A recomendação é que o consumidor receba uma mensagem com um cupom de desconto, oferta no frete ou mesmo informações sobre as vantagens daquela aquisição.

Na mesma linha, não deixe também de realizar pesquisas de satisfação com os clientes que desistiram do carrinho de compras. Ainda que não seja possível reverter aquela situação específica, você terá a chance de coletar informações para realizar os ajustes necessários na sua operação.

Voltando ao remarketing, lembre-se de que além do e-mail é possível empregar outros canais, como as redes sociais e os links patrocinados do Google.

Independentemente de onde e como será feita a abordagem, a proposta é atrair novamente o cliente para a loja e facilitar o checkout para ele ter uma boa experiência com a marca.

4 – Garanta um ambiente adequado

Estratégias de atração e retenção de clientes bem elaboradas ajudam bastante a maximizar os resultados de conversão no e-commerce. Não se descuide, porém, do ambiente da loja.

O ideal é que os gestores nem precisem se preocupar muito com isso, pois cabe ao fornecedor da plataforma de e-commerce garantir que tudo corra perfeitamente na parte operacional.

Tenha em mente que essa é uma das vantagens das plataformas no modelo SaaS. Muitas disponibilizam as integrações necessárias para o bom funcionamento do e-commerce e asseguram as devidas atualizações.

Nesse caso, a loja tem todo o suporte para fazer as integrações com meios de pagamento, sistemas antifraude, certificações, comparadores e logística. Sem contar hub nativo para vender nos principais marketplaces do país.

5 – Avalie a jornada de compra de compra

No caso dos carrinho de compras, a forma mais eficiente de fazer a correta de gestão do e-commerce é entender cada uma das etapas da jornada de compra do consumidor.

Quanto mais informações forem reunidas, melhor para desenvolver as estratégias mais apropriadas para cada situação.

Adotar a plataforma adequada faz a diferença aqui também. É importante, por exemplo, ter um painel integrado às principais ferramentas do Google e do Facebook.

No dia a dia, essas informações também são importantes para o gerenciamento e a personalização do catálogo de produtos, árvores de categorias, detalhes de produtos, atributos personalizados etc.

Lembre-se de que o processo de gestão do checkout no e-commerce começa bem antes, ainda nessa fase de organização da loja. A decisão do cliente de abandonar o carrinho de compras pode ter sido tomada no final. Porém, provavelmente tem relação com falhas na operação.

Fonte: https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/carrinho-de-compras-conversao/

  • Voltar